• Maria Silvana Alves

O QUE UMA MÃE É CAPAZ DE FAZER PARA AJUDAR SEU FILHO?


O curta “Mical" , traz a história de Mike, um garoto que tinha dificuldades na escola. Ele não conseguia soletrar, ler e nem escrever. Além disso, sofria bullying dos professores e colegas de sala e, infelizmente, tinha um pai que não acreditava que ele possuía alguma dificuldade. Muitas vezes, a mãe do garoto comentava com seu esposo sobre o que percebia e ele não levava essas preoucupações a sério. Todos esses fatores acabaram tornando o garoto Mical muito agressivo, recluso, se revoltando por não ser capaz de ler e passou a apresentar constantes surtos. Sua mãe o leva a um psicólogo, que, finalmente fala sobre o diagnóstico de dislexia. No entanto, mesmo após o diagnóstico, as escolas continuaram a não ajudá-lo com as adequações necessárias e os surtos vão ficando cada vez piores. A única pessoa capaz de ajudá-lo seria um especialista, mas a família não tinha condições de pagar um acompanhamento terapêutico. A mãe decide então, sozinha, começar a se informar e aprender sobre dislexia. Aos poucos, começa a por em prática o que está aprendendo e suas estratégias começam a dar certo. Depois de um certo tempo de acompanhamento da mãe nos estudos, ele consegue ler um livro em frente a seus pais, os quais se emocionam muito e acabam chegando à conclusão de que Mical precisaria ir para uma escola melhor. A mãe ainda encontra barreiras para poder ajudar o filho dentro do ambiente escolar, mas tenta convencer a todos de que é possível ajudar as crianças disléxicas com metodologias diferenciadas. Ela decide então ajudar outras crianças iguais a seu filho com a experiência e aprendizado que acabou desenvolvendo sobre o assunto.

Resumo feito pelo meu filho Rafael :)



Considerações finais apresentadas no final do curta

Pat (mãe) foi pra escolas sobre dislexia e fundou o Dislexia Trust.

Mike foi cursar Direito e depois disso decidiu formar-se em especialista em dislexia.

Em 2000, fundaram o Nessy Learning, programa online que disponibilizou os métodos de Pat para o mundo todo.

Em 2015, ela recebeu o título OBE ( Order of the British Empire; em português, Ordem do Império Britânico) da rainha Elizabeth, pelos serviços prestados na área da dislexia.

A dislexia ainda é um grande problema! Cerca de 15% da população têm e mais de 50% dos presidiários são disléxicos.

Não existe nenhuma obrigação legal de especialistas em dislexia nas escolas.

Mais dúvidas contatar www.micalthefilm.com

6 visualizações

© 2023 por EU E A DISLEXIA.