• Maria Silvana Alves

JOGO CILADA


Cilada é um jogo de tabuleiro que foi lançado em novembro de 1985. Na ocasião de seu lançamento, era anunciado como “50 quebra-cabeças que podem vencer você”. Consiste em um tabuleiro de dupla face verde que possui encaixes de três formas geométricas (quadrado, triângulo e círculo). Ao se abrir o fecho no meio do tabuleiro, há um espaço onde as peças brancas do jogo são guardadas. Cada peça tem as formas de encaixe para serem utilizadas no tabuleiro e um código em alto relevo. Dentro do Tabuleiro, há também em alto relevo, a solução possível para cada uma das 50 variações de jogo tendo como base os códigos de cada peça. Pode ser jogado por apenas um jogador. Consiste em escolher uma das 50 combinações possíveis, separar as peças indicadas para a combinação escolhida e montar o quebra-cabeça. O jogo vem com 24 peças, mas cada combinação varia entre 11 a 14 peças diferentes, sendo que o objetivo é conseguir montar o quebra-cabeça apenas com as peças indicadas para aquela combinação. Caso o jogador não consiga preencher os espaços do tabuleiro, ele cai na “cilada” do jogo, não tendo como resolver o problema, consequentemente, sendo declarado perdedor do jogo. Quando o tabuleiro é totalmente preenchido com as peças, o jogador vence. Com uma lógica simples, e ao mesmo tempo desafiadora, não é um brinquedo tão caro, a ponto de até os dias atuais, figura entre os mais vendidos. É um excelente jogo de quebra-cabeça para trabalhar a atenção, raciocínio e a persistência. Pode ser usado com regras modificadas. Invés de ser um jogo solitário, isto é, de um jogador, pode ser transformado num jogo entre dois jogadores, da seguinte forma: os jogadores se alternam colocando peças sobre o tabuleiro e aquele que primeiro chegar a uma situação em que não tiver onde colocar nenhuma das peças ainda livres, perde. Se todas as peças forem validamente colocadas no tabuleiro, a partida será considerada empatada.

(Célio Corradi- CEMAEE)

0 visualização

© 2023 por EU E A DISLEXIA.